De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Motores

Hyndai Ioniq: a aposta coreana nas soluções híbridas

O Hyundai Ioniq é um automóvel muito avançado a nível tecnológico que aparece para fazer frente a outros automóveis dotados de novas soluções, tais como o Toyota Prius. Este híbrido coreano surpreende pela positiva. E talvez por isso tenha sido o vencedor do troféu Volante de Cristal 2017.

A Hyundai apostou num design forte! O Ioniq é futurista, elegante e irreverente. Deixa olhares curiosos por onde passa e marca a diferença nos parques de estacionamento… Já para não falar que a grande maioria dos automóveis com “preocupação ambiental” têm um design algo aborrecido (salvo raras exceções, tal como o novo Toyota C-HR). O Hyundai Ioniq parece fugir a essa regra.

A frente adota uma grelha escura e brilhante com dimensões generosas, óticas rasgadas e um para-choques dianteiro que alberga um friso azul que afirma o estilo “hybrid”. As luzes LED colocadas na vertical sobe a moldura preta brilhante finalizam o toque requintado e futurista.

As jantes de 17 polegadas foram concebidas com o objetivo do consumo de combustível. Não deixam de lado a preocupação com o design, que apresenta dois tons de cinza.

A lateral é feita de linhas retilíneas para a moldura dos vidros e portas. Enquanto a carroçaria adota linhas mais curvas que tornam a frente mais baixa e agressiva e a traseira mais subida e elegante com um aspeto coupé.

O spoiler na traseira divide o vidro que faz parte da tampa da bagageira, enquanto que os farolins se adaptam a todo o recorte do vidro traseiro e mala. Mais abaixo uma moldura preta que alberga a matricula oferece um ar menos monótono ao híbrido coreano.

No interior, a Hyundai tem-nos vindo a habituar a uma solidez e robustez digna de registo; o Ioniq não foge a estes “parâmetros” da marca coreana.

Encontramos um design bastante sóbrio, que é “aprumado” com aplicações a azul que oferecem ao interior uma maior sensação de qualidade e de pormenor. Apesar disso, não tem elementos a “saltarem à vista”, mas é sempre bastante funcional e acolhedor q.b.

O novo volante da Hyundai para além de bonito tem uma excelente ergonomia. Os assentos são confortáveis, viajamos à vontade nos lugares dianteiros e nos lugares traseiros, apesar das baterias estarem situadas debaixo dos assentos de trás. A bagageira é também ela a perder de vista!

O painel de instrumentos é bastante completo e altera-se consoante o modo de condução. No modo “Eco” que é o modo “normal” aparece a azul, com a carga da bateria e o gráfico do aproveitamento da energia, assim como o velocímetro ao centro. Quando passamos a caixa automática para o modo sequencial o painel de instrumentos altera-se e adota um estilo mais desportivo com tons alaranjados e conta rotações ao centro. O painel de instrumentos é todo ele digital e está focado no consumo de combustível e no aproveitamento da energia fornecida pelas baterias.

Na consola central, está um sistema de navegação e multimédia da Hyundai que é completo e se associa a um sistema de som premium, Infinity Sound System, e a uma plataforma de carregamento sem fios para smartphones compatíveis. Para nos convencer ainda mais, este sistema de navegação e multimédia conta com transito em tempo real, aplicações que ajudam a poupança do combustível e AndroidAuto e Apple CarPlay.

No equipamento interior, os assentos e volante são aquecidos, a chave é do tipo mãos livres, o sistema de som aceita entradas AUX e USB, entre muitos outros “mimos”.

A posição de condução é agradável, confortável e oferece confiança. É fácil sentirmos-nos bem dentro do Hyundai Ioniq até porque é um automóvel bastante silencioso, com uma condução agradável e relaxante. Envolvemos-nos em todo o ambiente “híbrido” com alguma facilidade com a ajuda dos gráficos no painel de instrumentos e das aplicações no sistema de info-entretenimento.

O motor a gasolina 1.6 GDI de 105cv, junta-se a um motor elétrico com cerca de 36cv de potência que está associado a uma bateria de iões de lítio de alta voltagem. Esta bateria tem capacidade para cargas e descargas, privilegiando a condução elétrica e a regeneração de energia. Esta “cooperação” permite uma eficiência otimizada tanto ao nível da performance como dos consumos de combustível. A potência combinada é de 141cv e 265Nm de binário.

Para um automóvel com a aerodinâmica do Ioniq, que pesa 1870 kg, os 141cv de potência e os 265Nm de binário chegam para lhe proporcionar uma velocidade máxima de 185km/h com recuperações entusiasmantes. No entanto, o objetivo do Ioniq é outro: o consumo de combustivel durante o ensaio rondou os 4,4 Litros a cada 100km e as emissões de CO2 estão na casa das 92g/km de CO2.

A poupança de combustível e o conforto são privilegiados pela caixa automática de dupla embraiagem com 7 velocidades, que é rápida (q.b) nas passagens e oferece o maior conforto privilegiando o consumo de combustível. O comportamento do Hyundai Ioniq é estável e isso deve-se à sua estrutura que foi meticulosamente estudada para a segurança e para a estabilidade. Conta com suspensão “multi-link” na traseira o que aumenta ainda mais a sensação de conforto.

Na segurança a Hyundai apostou em vários sistemas, tais como alerta de transposição involuntária de faixa, aviso de ângulo morto, travagem autónoma de emergência e cruise-control adaptativo. Estes e outros “serviços” permitiram-lhe uma classificação de 5 estrelas nos testes EuroNCAP.

MAIS CARROS EM CAR ZOOM