De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Publireportagens

Empresa de calçado de Famalicão aposta na Europa de Leste

A ACO Shoes, de Vila Nova de Famalicão, aumentou a faturação graças à “aposta” no mercado da Europa de Leste, tendo atingido em 2017 os 35 milhões de euros de volume de negócios, informou hoje aquela empresa de calçado.

Em comunicado enviado à Lusa, aquela empresa, especializada em calçado de conforto, explica que em 2017 as exportações para os mercados de leste, uma medida para enfrentar a crise nos mercados tradicionais, representou um crescimento de 8% na faturação global da ACO – Fábrica de Calçado, SA.

A produzir 1,5 milhões de pares de sapatos por ano (mais de cinco mil pares por cada dia útil), a empresa está hoje presente em 36 países, empregando cerca de 400 trabalhadores na unidade de Vila Nova de Famalicão.

“Numa época que foi de crise nos mercados tradicionais, o investimento feito pela ACO nos mercados no Leste da Europa foi uma aposta ganha. Conseguimos manter as exportações para os mercados tradicionais e conseguimos subir as nossas vendas na Europa de Leste”, explica no texto Armindo Costa, presidente do conselho de administração da ACO Shoes.

“Cinco anos depois de termos entrado nos mercados do leste da Europa atingimos a consolidação, sendo de salientar as exportações para a Rússia e diversos países da antiga URSS”, explana.

Segundo o responsável pelas vendas internacionais da empresa, Fernando Costa, “países do leste da Europa, como a Letónia, a Eslovénia, a República Checa, a Bielorrússia, a Moldávia ou a Lituânia são mercados em crescimento, onde o poder de compra tem aumentado e cujos consumidores começam a valorizar o conforto e a qualidade do calçado produzido pela ACO”.

A ACO Shoes explica ainda que em 2018 vai ser dada “continuidade ao trabalho permanente de investigação e desenvolvimento”, pelo que estão reservadas para este ano “apostas em novos produtos de alto valor acrescentado”, como a “criação de “um calçado mais técnico”, que se insere numa estratégia virada para o mercado português”.

A ACO foi fundada por Armindo Costa, em 1975, na freguesia de Mogege, concelho de Vila Nova de Famalicão, tendo duas unidades de apoio à produção suas participadas, a ECCO Conforto, no município de Ponte de Lima, distrito de Viana do Castelo, e a ICCO, na ilha de S. Vicente, em Cabo Verde, que contam com 150 e 260 trabalhadores, respetivamente

Além de estar disponível em Portugal, o calçado da ACO é vendido em 35 países de cinco continentes (Europa, Ásia, África, Oceânia e América do Norte).

Assim, os sapatos produzidos em Vila Nova de Famalicão podem ser encontrados na África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Áustria, Austrália, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Emiratos Árabes Unidos, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estados Unidos da América, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Inglaterra, Irlanda, Israel, Japão, Letónia, Lituânia, Noruega, Polónia, Quirguistão, República Checa, Roménia, Rússia, Suécia, Suíça, Turquia e Ucrânia.