De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Comunidades

Emigrantes estão na origem de milhares de projetos em Portugal

José Luís Carneiro sublinhou estar o governo a trabalhar com a Associação Nacional de Municípios Portugueses num estudo, observou que “são aos milhares os projetos que emergem nas comunidades locais e que têm como origem os portugueses que estão no mundo”.

Salientando que as remessas dos emigrantes alcançaram o maior montante de sempre – 3.550 milhões de euros -, o membro do Governo referiu a importância da realização do 1.º Encontro Intercalar de Investidores da Diáspora, que se realiza em Julho nos Açores, apresentado na Casa dos Açores, em Lisboa.

Destinado aos investidores da diáspora, o encontro regional, que vai decorrer de 5 a 8 de julho, na Praia da Vitória, na Ilha Terceira, tem como objetivo “aprofundar ainda mais as condições de internacionalização da economia portuguesa, a partir dos micro, pequenos, médios e grandes investidores locais e regionais”.

Em simultâneo, pretende ser “um grande contributo para o investimento dos portugueses e lusodescendentes no seu país e nas suas terras de origem”.

A ideia da realização de um encontro intercalar nos Açores – a que se seguirá um outro na Madeira no futuro – partiu do secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas do Governo açoriano, Rui Bettencourt, por ocasião das comemorações do Divino Espírito Santo, nos Estados Unidos.

José Luís Carneiro revelou expectativas fortes de que o 1.º Encontro Intercalar de Investidores da Diáspora tenha “o mesmo sucesso e empreendimento” nos dois encontros de Investidores da Diáspora realizados, o primeiro em 2016, em Sintra, com 250 entidades empresariais de 35 países, o segundo no ano seguinte, em Viana do Castelo, com 280 investidores distribuídos por 38 nações.

Desses dois encontros resultaram “um conjunto vasto de investimentos em Portugal que estão em curso”.