De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Motores

Dacia Dokker Stepway: funcional e moderna

A Dacia Dokker nasceu como um automóvel comercial, mas como acontece com vários automóveis deste género, a marca achou que seria uma mais valia, criar uma versão de passageiros para a Dacia Dokker, pois fornece espaço, facilidade de carga, versatilidade e um custo mais acessível do que uma carrinha de segmento C, por exemplo.

Apesar de ser um automóvel “low cost” a Dacia Dokker “disfarça” muito bem: é um automóvel com um design moderno, que nesta versão Stepway tem proteções plásticas na carroçaria que acentuam um estilo mais “aventureiro”, capas dos retrovisores cinzentas, barras de tejadilho e tampões com cor escura. As portas de deslizamento facilitam o acesso aos lugares traseiros, e o acesso à bagageira é feito através de duas portas com uma abertura relativamente simples que facilita a carga, já de si facilitada pelo baixo plano.

No interior temos materiais que não primam pela excelência, como seria de esperar, mas a qualidade de construção é exemplar e há espaço para dar e vender nos lugares dianteiros e traseiros.

O design é simples e funcional, embora conservador. A bagageira tem um 800 litros de capacidade que chegam aos 3000 com o rebatimento dos assentos traseiros.

O volante é ergonómico, os assentos confortáveis, os comandos acessíveis e o equipamento inclui ar condicionado manual, assento do condutor regulável em altura, coluna de direção regulável, tomada traseira de 12v, elevadores elétricos dos vidros dianteiros, apoio de braço, cruise-control e limitador de velocidade, computador de bordo, sistema de navegação e multimédia com ecrã de 7 polegadas, câmara de ajuda ao estacionamento traseiro, entre outros.

O sistema de navegação e multimédia da Dacia Dokker Stepway é o Media Nav que é dos sistemas mais simples e intuitivos. O computador de bordo fornece-nos as informações básicas de consumos e viagens e controlo de pressão de pneus.

O comportamento, como seria de esperar não é de excelência. A Dacia Dokker tem um ESP algo interventivo, o que faz sentido, tendo em conta a traseira leve. Numa condução calma, é um automóvel agradável de conduzir, tem uma direção direta q.b, uma caixa agradável de utilizar e uma posição de condução confortável.

Debaixo do capô está o motor 1.2 tCe de quatro cilindros a gasolina com turbo que debita 115cv de potência às 4500rpm e 190Nm de binário às 2000rpm. Esta motorização pode oferecer andamentos que satisfazem, mas os consumos podem deixar a desejar.

No nosso ensaio em percursos mistos, com e sem trânsito as médias rondaram sempre os 7,5 litros, já em percursos com mais trânsito ou com mais variações de velocidade chegaram perto dos 8 litros a cada 100km.

MAIS CARROS EM CAR ZOOM