De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Colunistas

Conheces aquela história do senhor a afogar-se?

Um dia fui ter com um Padre. Precisava mesmo de direcção espiritual, achava eu. Já tinha falado com muitos Padres mas achava que naquele momento devia ouvir aquele, pois não me conhecia bem e assim seria totalmente objectivo.

Bem, do que eu estava à espera era de palmadinhas nas costas e paninhos quentes. Deixou-me falar, esvaziar tudo o que me ia na alma. E de repente pergunta: Conheces aquela história do senhor a afogar-se?

E começa a contar. Bem, caiu-me tudo! Então não é que ele estava a dizer que eu só rezava e fazia pouco. Eu que sempre fui hiperactiva e tão responsável e metódica.

Bem, saí de lá e por mero acaso telefona-me um Padre que me conhece muito bem. Chorei baba e ranho. Fui pela rua a chorar e a berrar enquanto lhe contava o que me tinha acontecido.

Diz-me ele: acho muito bem o que ele te disse! Finalmente, alguém que te ilumina!

Bem, só me apetecia matar aqueles dois padres. Como se atreviam a dizer que eu era demasiado confiante em Deus para solucionar os meus problemas. Gente de pouca fé, pensava eu.

Hoje agradeço aquela história, pois fez-me chorar mas também me fez acordar e começar a lutar ainda mais.

Na vida, realmente Deus escreve certo por linhas tortas. Talvez aquele padre pudesse ter sido mais empático, mas se fosse, talvez não me tivesse impactado daquela maneira.

O que eu chorei naquele dia!