De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Desporto

Comité Olímpico mantém suspensão da Rússia por dopagem institucionalizada

© EPA/JEON HEON-KYUN

O Comité Olímpico Internacional anunciou este domingo que manterá a exclusão da Rússia por dopagem institucionalizada, inviabilizando a vontade dos atletas russos de desfilarem com a bandeira do país na cerimónia de encerramento dos Jogos de PyeongChang.

Para a decisão do COI, tomada por unanimidade, contribuiu decisivamente o facto de dois atletas russos terem testado positivo durante os Jogos Olímpicos que decorrem na estância sul-coreana de PyeongChang.

A Rússia foi afastada dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 pelo Comité Olímpico Internacional em dezembro de 2017, devido à dopagem institucionalizada no país, mas os seus atletas puderam competir em PyeongChang sob a bandeira olímpica, como independentes.

Em dezembro, o presidente do Comité Olímpico Russo (COR) considerou “injusta e imoral” a decisão de afastar a Rússia dos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang2018, defendendo que o Comité Olímpico Internacional está a punir inocentes.

“Cada um deve responder pelos seus pecados. Castigar inocentes é injusto e imoral”, argumentou Alexandre Joukov.