De que está à procura ?

Lisboa
Porto
Faro
Opinião

Câmara de Felgueiras abandona cão e vai de férias para o país das eleições

Felgueiras é um concelho que está ilegal e fora do cumprimento das condições mínimas que se devem ter com os nossos melhores amigos; os animais.

Sem qualquer canil, sem qualquer centro de recolha, a Câmara Municipal vive no Concelho de Felgueiras sem qualquer preocupação em dar apoio ao animais errantes que vão aparecendo em situações de sofrimento esporádico ou terminal.

Um modesto grupo de Facebook que presta atenção aos “Animais desaparecidos de Felgueiras, Lixa e Amarante” promovido por Joana Mesquita é a única mostra aos olhos dos cidadãos de qualquer preocupação como os animais domésticos que ao fim ao cabo são 3 milhões em todo o país.

O incumprimento da legislação existente em Felgueiras é decorrente da obrigatoriedade de instalação de canis/gatis municipais em Portugal e já estava prevista no DL nº 317/85, de 2 de Agosto, o qual previa a captura de cães e gatos errantes, encontrados na via e locais públicos, como medida de luta e vigilância epidemiológica contra a raiva animal.

Esta obrigatoriedade manteve-se em vigor até ao final do ano de 2001, altura em que, com a publicação do DL 276/2001, em 17 de Outubro, se refere pela primeira vez a centros de recolha, como sendo “qualquer alojamento oficial onde um animal é hospedado por um período determinado pela autoridade competente, nomeadamente os canis e gatis municipais”.

A solução a part-time de um Veterinário da Cooperativa dar apoio à Câmara Municipal de Felgueiras não é suficiente para dar resposta a situações que não só se prendem com a saúde dos animais mas também que versam também a questões de saúde pública dos cidadãos.

A contaminação e salubridade dos solos em que se enterram os animais, a falta de assistência na doença dos animais e a esterilização tão importante para a diminuição do flagelo da procriação descontrolada são tudo questões que não pertencem ao vocabulário municipal felgueirense.

Recentemente a atitude de maus tratos aos animais foi criminalizada por este Governo Socialista mas nem por isso fez com que o atual executivo felgueirense desenvolvesse iniciativas da comunidade que penalizassem este tipo de falta de protecção aos animais continuando a depender exclusivamente de municípios vizinhos e de estruturas intermunicipais.

Mas o mais curioso é que se fizerem uma busca dos concelhos que beneficiam das estruturas intermunicipais, Felgueiras também não consta da listagem… ou seja não consta em qualquer lista dos Concelhos que se preocupam com os animais.

Nem da lista dos concelhos que possuem canis, nem na lista dos concelhos que possuem centros de recolha, nem da lista dos concelhos que beneficiam de estruturas intermunicipais…

Nas próximas eleições é tempo de retomar a confiança no Partido Socialista em Felgueiras porque é ele que noutros pontos do país tem estado na vanguarda do apoio aos animais e que tem estado ao lado da aprovação da legislação existente de protecção aos animais.

No entanto, seja qual for o resultado das eleições, espero que o executivo empossado vire a página de uma inércia que se viveu até ao presente neste campo que também reflecte a Humanidade existente em cada pessoa com responsabilidades em Felgueiras.