De que está à procura ?

alemanha
Lisboa
Porto
Berlim, Alemanha
Comunidades

Viroflay homenageia soldados portugueses da Primeira Guerra

A cidade de Viroflay, nos arredores de Paris, vai prestar homenagem aos soldados portugueses que participaram na Primeira Guerra Mundial até 26 de março.

A Associação Memória das Migrações e a Associação “Amicale culturelle franco-portugaise intercommunale de Viroflay” vão inaugurar, hoje, a exposição de fotografia intitulada “Honra aos soldados portugueses caídos na Batalha de La Lys durante a guerra de 1914-18”, com imagens da coleção de Felícia Glória da Assunção Pailleux, filha de um soldado que esteve na frente de batalha.

Também este sábado, na Sala Camões, vai haver uma conferência sobre a participação do Corpo Expedicionário Português na Grande Guerra, com Felícia Glória da Assunção Pailleux e os historiadores Victor Pereira e Manuel do Nascimento.

“Eu penso que a história da emigração está mal contada. Agora está a melhorar, mas ainda há muito por fazer. Como ninguém fala sobre a participação portuguesa na I Guerra, cabe-nos a nós, portugueses, falar e agir”, disse à Lusa Parcídio Peixoto, presidente da Associação Memória das Migrações e membro da direção da “Amicale culturelle franco-portugaise intercommunale de Viroflay”.

A 22 de março, vai haver uma conferência intitulada “Memória fotográfica da comunidade portuguesa”, moderada por Carlos Pereira, diretor do semanário franco-português Lusojornal, tendo sido convidados João Pinharanda, conselheiro cultural da Embaixada de Portugal em Paris, Luísa Semedo, Conselheira das Comunidades Portuguesas, e Valdemar Francisco, presidente da associação Les Amis du Plateau que construiu um monumento de homenagem a um antigo autarca francês pela ajuda prestada aos imigrantes portugueses no antigo bairro de lata de Champigny-sur-Marne.

A semana cultural vai, ainda, contar com a projeção de um filme sobre a Grande Guerra, a 25 de março, e um almoço com fado, a 26 de março.

A 22 de abril, as associações Memória das Migrações e “Amicale culturelle franco-portugaise intercommunale de Viroflay” vão organizar a quarta viagem ao cemitério militar português de Richebourg L’Avoué e ao Monumento aos Mortos de La Couture para as comemorações da Batalha de La Lys, onde o contingente português sofreu uma pesada derrota em abril de 1918.

O cemitério português, no norte de França, com 1.831 campas de soldados portugueses da I Guerra Mundial, é candidato a Património Mundial da UNESCO, numa candidatura conjunta franco-belga apresentada este ano e que integra mais de uma centena de “locais funerários e memoriais da I Guerra Mundial (Frente Ocidental)”.

A 02 de fevereiro deste ano celebrou-se o centenário do desembarque da primeira brigada do Corpo Expedicionário Português no porto francês de Brest para participar na I Guerra Mundial, na Frente Ocidental, ao lado dos aliados.