De que está à procura ?

alemanha
Lisboa
Porto
Berlim, Alemanha
Motores

Rali de Portugal: classificativa no Porto decorre na Baixa

A classificativa do rali de Portugal no Porto, em maio, tem um novo traçado, em plena Baixa, começando na Sé e passando por São Bento, Sá da Bandeira, D. João I, Aliados e Cordoaria, divulgou esta sexta-feira a autarquia.

“Desenhado em plena Baixa da cidade, o traçado estende-se por 1.950 metros, iniciando-se no topo da Avenida Dom Afonso Henriques [perto da Sé], onde estava localizada a chegada há dois anos, para terminar junto ao Tribunal da Relação do Porto, ao lado do Jardim da Cordoaria”, revelou a Câmara do Porto no seu portal de notícias.

Assim, no dia 18, “após a descida em direção à Estação de São Bento, os concorrentes seguem pela rua Sá da Bandeira”, maioritariamente interdita ao público “por questões de segurança”, passando ainda na praça D. João I, rua Magalhães Lemos, Avenida dos Aliados”, Praça da Liberdade e rua dos Clérigos, até ao Tribunal da Relação, na Cordoaria.

Segundo a autarquia, “na verdade, apenas o miolo da especial, desenhado na Avenida dos Aliados, será semelhante ao de há dois anos, com exceção feita à zona da Trindade, que este ano foi eliminada”.

“O início da classificativa, que há dois anos estava localizado junto ao teatro Rivoli, é agora transferido para o topo da Avenida Dom Afonso Henriques, perto da Sé da Catedral, praticamente no mesmo local onde estava localizada a chegada do Porto Street Stage em 2016”, descreve a Câmara.

Depois da “descida em direção à Estação de São Bento, os concorrentes seguem pela rua de Sá da Bandeira, num local que estará maioritariamente interdito ao público, por questões de segurança”.

Após o “cruzamento com a rua de Passos Manuel, os carros cortam à esquerda, para a Praça D. João I, e prosseguem pela rua Magalhães Lemos, até à entrada na faixa ascendente da Avenida dos Aliados, onde estará localizado o primeiro de dois saltos da Porto Street Stage”.

Será nos Aliados, segundo a Câmara, que vai estar “localizado o primeiro de dois saltos da Porto Street Stage”, “a classificativa espetáculo que, tal como em 2016, integrará o figurino oficial do Rally de Portugal”, com “uma inédita passagem pela zona dos Clérigos.

A descida da avenida dos Aliados será feita “após uma passagem pela frente do edifício da Câmara do Porto”.

“As duas zonas de pião, desenhadas em cada um dos extremos da Praça do General Humberto Delgado, em frente à Câmara, constituirão, seguramente, uma excelente oportunidade para os pilotos darem espetáculo”, indica o portal de notícias.

No sentido descendente da Avenida, os pilotos seguem “até à praça da Liberdade onde, após novo pião (idêntico ao de 2016), subirão a rua dos Clérigos contornando a Igreja pela direita”.

“Até à chegada instalada junto ao Tribunal da Relação do Porto, há ainda tempo para um novo salto, localizando entre o Largo do Amor de Perdição e o Jardim da Cordoaria, noutras das zonas que promete grande espetáculo”, diz a Câmara.

A autarquia acrescenta que a “classificativa que será disputada “duas vezes” ao final da tarde de 18 de maio, por “todos os concorrentes inscritos na etapa portuguesa pontuável para o Campeonato do Mundo de Ralis (WRC).

“Também como há dois anos, os reconhecimentos do traçado pelos pilotos, utilizando os próprios carros de prova, serão realizados no próprio dia, a partir do início da tarde, minimizando assim os impactos na cidade com a realização deste evento”, revela a Câmara.

Para o município, “para além de ampliar as zonas de público e de bancadas (haverá oito no total), o novo traçado vai melhorar ainda mais a mobilidade na cidade, proporcionando ainda mais espetáculo a pilotos e público”.

A Câmara lembra que “há dois anos, mais de 80 mil espetadores” assistiram ao evento integrado no rali, que em 2017 “resultou num retorno de 137 milhões de euros para o país”.

“Em 2018, o Rally de Portugal constituirá a sexta prova do calendário do Mundial de Ralis, disputando-se uma vez mais na zona norte do país, entre os dias 17 a 20 de maio”, acrescenta.