De que está à procura ?

alemanha
Lisboa
Porto
Berlim, Alemanha
Colunistas

Não queimem as árvores

Meus filhos por favor não queimem as árvores
Por que as árvores tem alma. Quando as queimas
Elas secam, sua seiva ou vida como alma
Fica ressequida, mas como vejo tu teimas
Em dizer que as árvores são um empecilho.

Corta-me o coração ver Portugal arder
Os montes estão negros, perderam o brilho
E os terroristas incendiários fecham a ferrolho
As portas de seus quartos. Por que estão a tremer
E não suportam que um morcego
A consciência humana lhes entre no quarto.

Não queimes as árvores meu irmão
Por que quando morrer o último pinheiro
Que tu juraste queimar, tu morrerás também.
Abandona o ódio, a raiva, e rejeita o dinheiro
Que te oferecerem para pegares um fogo.

Meu filho por favor não queimes as árvores,
Não te vendas, não te vingues, tem calma.
Se te sentes injustiçado, não te vingues
Não te vendas. Uma árvore enquanto é verde tem alma.