De que está à procura ?

alemanha
Lisboa
Porto
Berlim, Alemanha
Europa

Marcelo reúne-se com Tsipras e chefe de Estado da Grécia

© JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, reúne-se esta terça-feira com o primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, e com o chefe de Estado grego, Prokopios Pavlopoulos, em Atenas. Marcelo Rebelo de Sousa está na Grécia desde segunda-feira, a convite do seu homólogo grego, para uma visita de Estado de dois dias e meio, acompanhado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

Neste dia, o seu programa começa com a deposição de uma coroa de flores no monumento ao soldado desconhecido, em frente ao parlamento grego, antes de ser recebido no Palácio Presidencial pelo Presidente da República Helénica, Prokopios Pavlopoulos, com irá quem almoçar.

Antes do almoço, o chefe de Estado terá ainda um encontro com Alexis Tsipras, na residência oficial do primeiro-ministro grego, deslocando-se em seguida ao Parlamento Helénico, onde será recebido pelo seu presidente, Nikos Voutsis. À tarde, Marcelo Rebelo de Sousa será agraciado com o título de doutor honoris causa pela Universidade Nacional de Atenas, seguindo-se um jantar oficial organizado em sua honra pelo Presidente da República Helénica.

Alexis Tsipras, líder da Coligação de Esquerda Radical (Syriza), está na chefia do atual Governo de coligação com os Gregos Independentes desde 21 de setembro de 2015.

Membro do partido conservador Nova Democracia, Prokopios Pavlopoulos, de 67 anos, foi eleito pelo parlamento grego para um mandato de cinco anos que se iniciou em 13 de março de 2015, e esteve em Portugal em janeiro do ano passado, numa visita de Estado de dois dias. É praticamente da mesma idade que Marcelo Rebelo de Sousa, que completou 69 anos em dezembro, e os dois chefes de Estado têm “uma amizade já antiga”, como salientou na segunda-feira o Presidente português.

“Ambos professores de direito constitucional, ambos colegas no grupo europeu de direito público, conhecidos há muito, amigos há muito — e, como sabem, também as cumplicidades pessoais e as amizades de longa data têm o seu contributo no relacionamento político”, referiu o Presidente da República, numa receção à comunidade portuguesa na Grécia.

Num comunicado divulgado na semana passada, a Presidência da República indicou como objetivos desta visita “reforçar os sólidos laços de amizade e cooperação” entre Portugal e a Grécia e “também transmitir um sinal político de apoio às autoridades gregas na gestão da crise migratória e de refugiados”.

Na quarta-feira, Marcelo Rebelo de Sousa irá visitar um campo de refugiados em Tebas e um centro de apoio social a refugiados na capital da Grécia, onde se encontrará com voluntários portugueses. Segundo a Presidência da República, durante esta visita de Estado estarão em cima da mesa “temas relevantes para ambos os países nos contextos europeu e multilateral”.

O último ponto do programa, na quarta-feira, será precisamente um debate aberto sobre “As raízes e o futuro da Europa”, com a participação de Marcelo Rebelo de Sousa e Prokopios Pavlopoulos.

A comitiva desta visita de Estado inclui o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e os deputados Amadeu Albergaria, do PSD, Sofia Araújo, do PS, Álvaro Castelo Branco, do CDS-PP, Paulo Sá, do PCP, e José Manuel Pureza, do BE, que é vice-presidente da Assembleia da República.