De que está à procura ?

alemanha
Lisboa
Porto
Berlim, Alemanha
Motores

Alfa Romeo 4C: um romance, uma paixão

Seria difícil ensaiar um Alfa Romeo 4C e não me envolver de uma forma altamente emocional. No fim de contas, todos somos seres sensíveis a coisas bonitas, sejam elas uma pessoa, uma obra de arte ou um automóvel.

Seria impossível não nos apaixonarmos por tamanha obra de arte com quatro rodas, que esconde valores dos tempos áureos da Alfa Romeo e que junta uma série de desejos e emoções numa carroçaria tão pequena, delicada e sublime. Este ensaio é mais ou menos um romance como o de Pedro e Inês, só que… com quatro rodas!

Comecemos pela primeira impressão: a aparência. O Alfa Romeo 4C faz qualquer Angelina Jolie deixar de ser o centro das atenções. Toda a gente olha e tira fotos, por onde quer que se passe. Trata-se de um automóvel tão exclusivo e raro que valerá certamente muito dinheiro daqui a uns bons anos.

A altura ao solo é muito baixa, pelo que convém ter cuidado com as pequenas lombas ou ressaltos na estrada. A carroçaria é curta e larga, contando com detalhes que fazem toda a diferença: um capô curto e baixo e de entradas de ar bastante generosas no para-choques dianteiro.

O logo da Alfa Romeo está como seria de esperar centrado na grelha em forma de escudo, como é já habitual na marca. As portas são grandes e robustas, as jantes são de 18 polegadas envolvidas em pneus e 205/40 ZR18 na dianteira e 235/40 ZR18 no eixo traseiro. Outro elemento de destaque são as entradas de ar de grandes dimensões nas laterais, que quase fazem lembrar o Ferrari Enzo. Para terminar o 4C tem uma traseira curta que alberga o motor, um difusor e duas saídas de escape.

O 4C é verdadeiramente apaixonante, não só pelo facto de ser bonito e construído à mão pelos maiores artesãos da marca italiana, como também por transportar uma linhagem bastante importante com o nome “4C” que nos leva para os antigos e grandes modelos da Alfa Romeo: 16C Bimotore, 6C 1750 e 2500, o 8C 2900 ou mesmo o último e magnifico 8C que transportava o motor do Ferrari F430.

Os conhecedores da história da marca sabem a tarefa complicada que foi atribuída ao Alfa Romeo 4C: ser um desportivo de baixo peso, capaz de intimidar os maiores nomes da praça. Mas mais do que intimidar os concorrentes, foi desenvolvido para oferecer uma felicidade extrema ao volante. Nem sequer precisamos de nos sentar para esboçarmos um sorriso com tamanha perfeição sobre rodas.

É difícil conceber automóveis rápidos e de performances invejáveis. Mas mais difícil é conceber automóveis rápidos com performances invejáveis que exaltem nos seus condutores uma paixão e um romance difícil de explicar.

Seria sempre injusto comparar uma vida humana a uma máquina, mas este ensaio foi como o amor de Pedro e Inês, absolutamente inesquecível, intemporal e cheio de significado. A partir do momento em que se roda a chave e se ouve o motor, a nossa vida nunca mais será igual. A partir de agora sabemos que existem automóveis que nos irão marcar mais do que qualquer outro. O Alfa Romeo 4C, transporta o ADN desportivo italiano e a história intemporal da primeira marca a ser campeã do mundo de Fórmula 1 e que em tempos muito impulsionou o desporto automóvel.

A Alfa Romeo também sabe da importância deste modelo, pelo que pretende oferecer aos seus clientes 4C um atendimento realmente especial e exclusivo. O longo período de espera vale a pena… vale a pena pelo design e exclusividade e vale a pena pelo cuidado na construção deste modelo tão único, produzido à mão, com um chassis totalmente em carbono, que oferece ao Alfa Romeo 4C uma rigidez e leveza invulgar. Este é provavelmente um dos super-carros mais acessíveis e exclusivos da atualidade.

No interior, pouco ou nada existe para mecer ser mencionado. Ganhamos uma forte dor de costas ao entrar e sair e não contamos com os menores luxos, muitas das vezes comuns nos citadinos e utilitários mais básicos. Quem compra um Alfa Romeo 4C sabe que não procura conforto, mas uma experiência de condução única, quase mística e diferente de tudo aquilo a que está habituado.

Temos ar condicionado e um rádio da Alpine que custa cerca de 300€. O ABS e o ESP são um benefício, mas esqueçam a ajuda da direção assistida. Há quem ache um exagero não ter direção assistida, nós achamos que é purismo, ou não teríamos ficado tão encantados. Aumenta a exigência à perícia do condutor, aumenta o estado de alerta durante a condução, assim como fornece um melhor feedback da estrada.

Se forem mais exigentes, a Alfa Romeo disponibiliza o UConnect como opção. Para nós chegam os pedais de alumínio, o volante desportivo, o carbono em toda a volta e os três botões da caixa de velocidades.

As patilhas da caixa de velocidades no volante, podiam ser fixas à coluna de direção e de maiores dimensões, como acontece noutros modelos da marca. Haverá sempre quem prefira as patilhas fixas ao volante, mas é uma questão de gosto e que não nos tira o sono.

Os assentos são envolventes e apesar de ser um automóvel purista e desportivo, a Alfa Romeo não prescindiu de oferecer ao 4C alguns pormenores dignos de um automóvel desta marca como é o caso do pesponto vermelho, o logo cozido nos encostos de cabeça e uma aplicação em alumínio escovado com a designação da marca e modelo no tabliê. O interior minimalista acentua o espírito desportivo do Alfa Romeo 4C.

O painel de instrumentos é sem duvida o elemento mais digital deste 4C: tem muitas cores, um grafismo excelente e transforma-se consoante o modo de condução. Apresenta todos os dados necessários de forma bastante clara e está colocado de forma perfeita.

Chegou a altura de mudar a nossa vida: basta rodar a chave e o barulho do motor de quatro cilindros invade-nos a cabeça, numa das mais belas melodias italianas. Um dia chuvoso passa a ser um dia de sol, os pombos são substituídos pelas gaivotas e mesmo que o mundo acabe, existe um sítio onde nos sentiremos sempre “em casa”, dentro do Alfa Romeo 4C. Mais do que um automóvel, torna-se um abrigo, um porto seguro e uma fonte inesgotável de felicidade, apenas e só com o rodar da chave na ignição. O sentimento de histeria invade o nosso corpo e o sentimento de liberdade passa a ser constante.

A posição de condução é perfeita para entrarmos em sintonia com o automóvel. O DNA está à nossa disposição para um passeio à beira-mar com consumos mais baixos ou para extrairmos o melhor que o Alfa Romeo 4C tem para nos dar: performance!

A direção é direta, o chassis é perfeito, a caixa de velocidades é rápida e a travagem incansável. Devido ao peso e à tração traseira, o Alfa Romeo 4C não é para todos- É necessário “tê-los no sitio” para o levar aos limites, fazendo dele um automóvel para quem pode e não para quem quer. Se pretendem um automóvel confortável, com alguns luxos e materiais dignos do palácio de Versalhes o Alfa Romeo 4C não é para vocês, está feito para homens de barba rija que preferem uma boa estrada de serra, ao engate de umas miúdas num bar ou discoteca qualquer. Sendo que o Alfa Romeo 4C fará sem duvida furor nos seres do sexo feminino, como não poderia deixar de ser. “Os humanos são sensíveis a tudo o que é belo”, disse alguém.

O Alfa Romeo 4C é um automóvel para ser conduzido com suavidade e não à bruta. Não nos podemos esquecer que conta com um motor com 1750cc colocado ao centro na transversal, com 4 cilindros, 240cv de potência e 350Nm de binário. Uma potência que é enviada para as rodas traseiras através de uma caixa automática de 6 velocidades extremamente obediente e capaz de provocar um sorriso de orelha a orelha. Estas características aliadas ao peso de 895kg a seco, podem fazer dele o automóvel mais agradável e fantástico de conduzir, como também um produtor de catástrofes ao volante.

No que toca à performance, intimidou grandes nomes do circuito em Nurburgring com um tempo estonteante de 8 minutos e 4 segundos, menos 1 do que o BMW M3 E92. Acelera dos 0 aos 100km/h em apenas 4,5 segundos antes de atingir uma velocidade máxima de 258km/h.

Se pensam que tem de fazer um contrato com uma gasolineira para o manter, estão muito enganados! No ensaio, conseguimos médias de 8,5 Litros a cada 100km em percursos mistos e com algumas inevitáveis aceleradelas.

Se procuram um romance automobilístico, o Alfa Romeo 4C é o automóvel de que precisam. É lindo e intemporal, tem uma performance capaz de intimidar os mais afoitos, carrega um pedaço de história do desporto automóvel e detém uma exclusividade capaz de virar mais cabeças do que a própria Sara Sampaio. É um automóvel digno de uma paixão eterna e não apenas mais um desportivo.

A versão cabrio do Alfa Romeo 4C pesa apenas mais 45kg do que o seu irmão coupé. Conseguimos extrair as mesmas sensações de cabelos ao vento e para isso temos de perder o amor a mais dez mil euros.

MAIS CARROS EM CAR ZOOM